Posts Tagged 'dave rastovich'

Dave “Rasta”: Life Like Liquid

Gosto muito de assistir bons filmes de surf, e na minha busca, encontrei um novo (para mim), que deve ser muito bom. Ainda não assisti pois provavelmente não tem aqui no Brasil para vender…

Descobri o filme enquanto ouvia um som muito bom no PC de uma migo no trabalho, um reggae numa batida mais rápida. Perguntei quem era e ele falou: “sei lá, um amigo me passou umas músicas e eu curti essa, é de um filme de surf…”. Peguei o nome da música (pois no mp3 não tinha nem o nome da banda) e joguei no “pai Google” e descobri de onde vem: é de um filme do Dave Rastovich, o “Rasta”, que envolve muita música, improvisada, e umas imagens alucinantes!

É uma “coletânea” com várias imagens de sessões de surf e de música, feitas na hora, na casa dos camaradas… é até meio difícil de explicar, e no começo do trailer há uma frase descrevendo o trabalho: “…o plano era não ter um plano.. todo movimento, totalmente espontâneo…“.

Melhor vocês assistirem do que eu tentar explicar:

É muito bom, assistam que vale a pena.

Quanto à trilha sonora, essa eu consegui, e também é extremamente bom, fazia tempos que eu não escutava algo neste nível, muito bem tralahado e tocado. E em algumas músicas, a percussão é por conta do Rasta.

Dá uma olhada neste clipe, lançado agora em dezembro de 2008, com algumas imagens do filme e das sessões de música, é muito bom (e é da música que eu falei lá em cima):

Quem quiser ouvir um pouco da trilha do filme antes de comprar, aqui tem.

Não sei se é porque sou meio fã do Rasta, do seu estilo de surf e de vida, mas realmente é melhor vocês avaliarem do que eu falar, pois serei totalmente parcial e posso valorizar demais… Afinal, o filme e as músicas são muito bons mesmo.

Aloha.

Anúncios

The Present – Thomas Campbell

Para quem não conhece, ta aí a dica: Thomas Campbell.

Eu conhecia alguns dos bons filmes de surf que ele dirigiu, e acabei de descobrir mais um, “The Present”. O filme é animal, tem o Dave “Rasta” Rastovich surfando com um “teco” de madeira, mulher surfando, é animal. Fora as imagens, os ângulos das câmeras, tudo extremamente bem feito, soul surf de verdade, sem palavras…

Quem quiser ver o trailler, tá aí:

 

E Thomas Campbell não é só filme, o cara faz um trabalho artístico com esculturas e pinturas muito bom também, que passam muito, pelo menos para mim, da essência do surf, dos sentimentos que surgem na hora do drop, durante a onda e na saída, quando vem aquele sorriso. Viajei grande agora, ein, mas é isso mesmo, pelo menos para mim que possuo o surf enraizado na minha alma. Dêem uma olhada no site do cara:

http://www.thomascampbell-art.com

Tem trabalhos com madeira, com costuras, couro, quadros, cerâmica, é viagem total, e de muita qualidade.

Vale apena conferir, com certeza.

Aloha, irmãos!