Posts Tagged 'hawaii'

Jack Johnson + Emmett Malloy = surf(video)music

Tá aí, este é o resultado da equação. ou melhor, este aqui é o resultado:

Boas imagens, boa edição, boa música. E dá sequência ao último post, com algumas filmagens subaquáticas bem legais.

Aloha!

Jake Shimabukuro e Kelly Slater no FestivAlma 2009?

FestivAlma 2009

Nota oficial do FestivAlma 2009:

“…Em sua sexta edição, o FestivAlma Surf acontece de 2 a 4 de julho, no pavilhão da Bienal, no Parque do Ibirapuera, em São Paulo. O festival terá este ano atrações imperdíveis como a banda australiana The Beautiful Girls, o californiano Tommy Guerrero, o havaiano Jake Shimabukuro e o rapper Marcelo D2. No dia 2 de julho é esperada uma jam session entre Jake Shimabukuro e Kelly Slater, o mais famoso fã do havaiano…“.

Para quem não conhece, o Jake Shimabukuro é um músico havaiano, que toca diversos instrumentos de corda desde cedo, sendo que a grande pegada é o Ukelele. Há quem fale muito bem do cara: Donavon F., Jack Johnson, Rob Machado, e por aí vai.

Um vídeo dele ficou famoso em 2007, onde ele toca sozinho um som bem conhecido (para quem gosta de música). É um pouco longo para quem está só de passagem, mas mande o link para seu e-mail pessoal e assista com calma quando der, que vale muito a pena:

Agora imagine o Jake mais o Kelly Slater tocando juntos. Não pela parte prática da música, de os dois tocando altos solos no Ukelele, mas pelo momento, pela técnica de um na música e pelo espírito do outro no surf. Momentos raros que valem ser presenciados. Com certeza surf e música é um ótimo casamento, ainda mais quando falamos do ápice nas duas pontas – Ukelele e Surf com quem entende.

Eu vou, com certeza, e depois conto para vocês no que deu. Mas ainda assim defendo: ao vivo é diferente, quem puder, vá também.

Para conhecer mais:

http://www.myspace.com/officialjakeshimabukuro

http://www.jakeshimabukuro.com/

http://www.festivalma.com.br

Aloha, “surfmúsicos”!

Guardians Of The Sea: lendários salva-vidas

Este filme, de pouco mais de onze minutos, retrata um pouco da vida dos salva-vidas havaianos, e também um pouco da história de dois dos maiores salva-vidas que já tivemos no mundo: Duke Kahanamoku e Eddie Aikau.

É simples, curto e direto. E mesmo assim, tem ótimas imagens, algumas bem antigas, e um ótimo conteúdo.

Vale a pena assistir, aliás, todo surfista deveria assistir, pois te dá a mínima base sobre quem foram esses dois homens do surf.

Link oficial (e em alta resolução): http://explore.org/explore/hawaii/films/150

Aloha, guardiões do mar!

Eddie didn’t come (neste ano…)

Ontem foi o último dia do intervalo para o The Quiksilver In Memory of Eddie Aikau, e como sabem, neste ano ele não aconteceu. Não rolou um swell monster que segurasse a responsabilidade em homenagear este ser.

Neste ano, não rolou.

Talvez, Eddie esteja preocupado com outras coisas no momento…

Onde quer que ele esteja, está em uma onda diferente,

grande, mas suave,

pesada, mas muito mais leve do que aqui.

A responsabilidade não está mais em salvar os que estão em perigo dentro do mar,

e sim em orientar aos que entrarão ao mar,

com toda sua história que aqui ficou quando ele partiu.

Neste ano, Eddie didn’t come, mas se estivesse vivo nesta Terra,

Eddie would go. Sempre.

Eddie

Aloha, Eddie!

As paisagens…

Céu em Pipeline

Estava eu vasculhando o site do Pipeline Masters, e encontrei esta foto. Não sei o motivo, mas ela me chamou atenção.

Não tem nenhum surfista, ninguém na praia, nenhum barco. Só uma onda, a areia, uma montanha, e o céu, ambos solitários, e em Pipeline. Eu olhei a foto, fechei os olhos por uns dez segundos, e depois abri e olhei para a foto novamente.

Não é o ângulo em que foi tirada a foto, nem a luz, nem a paisagem, mas há uma Essência em toda a harmonia que tem alí. Para mim, são momentos e paisagens como essa que me trazem o real significado da vida. É quando eu paro de pensar em tudo e contemplo a natureza que eu sinto o que nos espera após esta vida terrena, material, e transformadora. É quando eu entro em contato com a minha alma e tomo consciência de que, um dia, esta vida irá se acabar, e se aqui já há tanta beleza na natureza, imagino como será após esta vida.

Quem sabe eu volto, em uma outra encarnação? Quem sabe não, e eu vá para um lugar ainda melhor? Ninguém pode me dizer isso, apenas estas paisagens…

Agradeço a Deus por esta oportunidade de viver, por todas que tive e pelo que virá.

Contemplem a natureza. E quem está no Hawaii (como o Stephan, que de vez em quando passa por aqui), aproveite essas paisagens.

Aloha, meus irmãos!

Eddie Would Go…

O sino foi tocado, agora é só esperar.

Se um dia você tiver medo de alguma situação, seja no surfe ou na vida, avalie se hápossibilidade de dar certo ou não, se o resultado será benéfico ou não. Toda situação envolve um risco e depende de sua capacidade de estar ou não preparado para superá-las. E estar preparado não significa seguir em frente, pois, às vezes, aceitar a falta de preparo exige muito mais coragem.

Esta avaliação se chama respeito. Por você, pela vida e pela natureza, que com certeza está te mostrando algo com a situação. Aprenda com esta situação.

“…você teve medo de ir, mas Eddie iria.”

Algumas fotos da maravilhosa cerimônia de abertura do “The Quiksilver In Memory of Eddie Aikau”, que rolou no dia 05/12:

Fotos: site oficial do campeonato.

Vamos rezar para o campeonato rolar…

Aloha!

Hawaii só esperando

Previsão para segunda-feira, 01/12

Se depender do mapa da previsão, Sunset vai ter altas para terminar o O’Neill World Cup of Surfing, segunda etapa da Famosa Tríplice Coroa Havaiana

E pela cor do mapa, quem sabe role até o The Quiksilver In Memory of Eddie Aikau, aí sim vai ser bacana. Bruce e Andy Irons, Carlos Burle, Ross Clarke-Jones, Makua Rothman, Tom Carrol, Shane Dorian, e claro, Kelly Slater. Tem mais grandes nomes, mas estes em especial me deixam com uma boa espectativa de que o negócio vai ferver. Só casca grossa.

Vamos ter fé, como os antigos havaianos. Aí o mar sobe.

Aloha.